Não deixe a caspa te pegar neste inverno

0
116
Não deixe a caspa te pegar neste invernoMuitas mulheres não conseguem se livrar da caspa. Especialmente durante o inverno, período no qual o problema tende a se agravar por conta do tempo seco e frio decorrente da estação.
A dermatite seborreica (caspa) se dá devido a uma inflamação no couro cabeludo, provocando descamação e coceira. Pode ocorrer tanto nos homens quanto em mulheres, independente da idade.     
Engana-se quem pensa que o a caspa esteja ligada a higiene. Na opinião de especialistas, existem diversos fatores que podem desencadear o surgimento dela como contato direto com o calor, estresse, alterações hormonais e, até, imunodeficiência.  
Além disso, ela não é contagiosa e mesmo não tendo cura, pode ser controlada através de cuidados como, por exemplo, evitar banhos muito quentes e o uso excessivo do secador de cabelo, além de consultar regularmente um dermatologista.
Então, se você sofre com o problema e nota que ele aumenta durante o inverno, agora é a hora de tentar amenizar ou até mesmo evitar o surgimento da caspa. Siga as nossas dicas e mantenha a saúde do couro cabeludo.   
Como amenizar ou evitar problemas com a caspa
A caspa é proveniente do excesso de oleosidade acumulada no couro cabeludo. Por isso, lavar os cabelos é muito importante. Entretanto, evite banhos quentes. Se quiser melhorar o problema, a temperatura da água deve estar morna ou fria.  
Como o couro cabeludo não pode permanecer muito tempo úmido, pois favorece o surgimento de fungos. Após o banho, seque muito bem os fios. Se for utilizar secador, mantenha a temperatura morna ou fria, pois o calor agrava ainda mais o problema.
O uso de produtos específicos, como shampoo anticaspa, é indicado porque ira ajudar a retirar resíduos da cabeça, além de controlar a oleosidade, favorecendo a saúde do couro cabeludo.
De acordo com especialistas, as crises de dermatite seborréica ocorrem em diferentes intensidades. Para casos mais complicados se faz necessária prescrição de medicamentos. Então, preste atenção aos sintomas e caso persistam, vá ao dermatologista para que ele analise o caso e indique o melhor tratamento.
Atenção:
– Evite o uso de chapéus ou bonés, pois quando o couro cabeludo é abafado fica propício a desenvolver fungos. Deixe os acessórios para dias quentes, quando a exposição ao sol é mais intensa como, por exemplo, na praia. Assim, protege a região dos raios nocivos;  
– a alimentação pode influenciar no surgimento da caspa. O apropriado é seguir uma dieta saudável, longe das frituras, dos laticínios e dos alimentos alergênicos como, por exemplo, o amendoim. Consuma itens com ação anti-inflamatória como atum, sementes de chia e gergelim, nozes, laranja ou limão, e beba muita água;
– por mais difícil que seja você deve evitar se aborrecer. O estresse afeta o funcionamento das glândulas sebáceas, provocando o aumento da oleosidade no couro cabeludo;
– um dos sintomas da caspa é uma coceirinha na região afetada. Segundo profissionais, para evitar feridas no couro cabeludo jamais passe a unha. O ideal é massagear a região suavemente com a ponta dos dedos, fazendo movimentos circulares.
Todo o conteúdo exposto por comentários nas matérias deste site é de responsabilidade de seus respectivos autores. O Toqueto.com não se responsabiliza pelas opiniões pessoais de seus leitores.

Comentários