Em terra de smartpnhones e tablets, detetive particular não tem vez. As novas tecnologias permitem manter contato em tempo real e a chegada dos aplicativos de internet facilitaram muito a vida dos usuários.

Além de pagar contas, chamar táxi e saber quais os lugares na cidade que há lei seca, agora é possível monitorar os passos do namorado.

O aplicativo é polêmico, mas mulherada ciumenta e desconfiada não se importa.

Após o sucesso do “Lulu”, um dos inúmeros aplicativos voltados para relacionamentos a dois, agora é a vez do “Rastreador de Namorado” deixar muitos homens em alerta.
O aplicativo promete monitorar a vítima por 24 horas sem que ela saiba. Para colocá-lo em uso, basta baixar o programa no celular do parceiro. Por meio de códigos, a namorada tem como saber a localização do gato, assim como registros de chamadas e cópias de mensagens recebidas e enviadas pelo rapaz.

rastreador

Para complicar ainda mais a situação, o rastreador não só informa quando o seu namorado desliga o celular como também liga automaticamente para você. Assim, tem como a pessoa escutar tudo o que estiver ao redor do rapaz.

Invasão de privacidade

A questão é polêmica e merece ser muito bem pensada, pois configura invasão de privacidade, que é crime. Por isso, no site do aplicativo há um alerta para que o programa jamais seja instalado sem o consentimento do dono do celular.

Por outro lado, eles também se defendem. Segundo a equipe, quem confia plenamente no namorado não precisa baixar o aplicativo. Agora, para aquelas que “estão com a pulga atrás da orelha”, o “Rastreador de Namorado” pode oferecer-lhes todas as respostas.

Para especialistas, alimentar a suposta neurose feminina e jogar a responsabilidade para cima da namorada ciumenta é perigoso.

Por isso, antes de decidir experimentar, reflita se vale a pena arriscar o seu relacionamento. Às vezes, uma conversa franca é o melhor caminho para saber de vez com as desconfianças.

Fonte: Espelho Meu

Todo o conteúdo exposto por comentários nas matérias deste site é de responsabilidade de seus respectivos autores. O Toqueto.com não se responsabiliza pelas opiniões pessoais de seus leitores.

Comentários